13 outubro 2013

Serra do Rio do Rastro

Feriado de dia do trabalhador do ano de 2012.


Um dia para sair, passear e se divertir....  só pode ser um passeio perto de moto! Onde?
Entre as opções disponíveis a que mais eu sonhava em fazer de V-Strom é a Serra do Rio do Rastro. Uma estrada maravilhosa, com vistas magnificas e encantadoras.
Já conhecíamos o trajeto, tivemos a oportunidade de fazer este mesmo roteiro em 2009 quando compramos nossa primeira falcon 2005 (não existia este blog). Longa história!
Apesar de ter passado pelo local em outras oportunidades de carro e de moto, nunca fizemos o mesmo com a “Gorda”. Para fazer curvas a V-Strom é show!
Saímos de casa cedo, por volta das 5 horas da manhã. Fomos em direção a cidade de Orleans, onde foi nossa primeira parada para abastecer a moto e tomar um café.
Poucos metros adiante, iniciamos o processo de subida. Dali em diante as fotos falam mais que as palavras.
Uma parada e os saguis fazem a festa com os turistas...



Chegando ao topo, encontramos muitos motociclistas. Inclusive de Jaraguá do Sul (minha terra natal) que estavam voltando de Gramado-RS. Lógico que a vista da serra é a grande atração do local.




Uma relíquia andando, apenas com um pouco de dificuldade para dar a partida.
Seguimos a diante, agora com objetivo de almoçar. Passamos por alguns restaurantes, mas nenhum do nosso gosto! 
Entramos em direção a estrada que leva a Urubici, entre retas e curvas chegamos ao mirante no qual é possível visualizar a pequena cidade. Só fotos...


Chegando na cidade, encontramos um restaurante que quase já não tinha mais comida mas conseguimos raspar as penelas e almoçar em um local quente e tranquilo.
Gostaríamos de ter visitado o morro da igreja, outro local fantástico e ficava muito perto de onde estávamos. Infelizmente com o tempo nublado não vale a pena subir por que não vai dar para visualizar absolutamente nada.
Depois de almoçar, seguimos até a BR-282 onde iniciamos a descida para o litoral. O mais interessante de uma viagem de moto é você aproveitar e curtir as vontades, e foi isto que fizemos quando chegamos no trevo de Rancho Queimado. Tínhamos a curiosidade de passar por Angelina e sair em São Pedro de Alcântara. Sabíamos que era possível, mas não tínhamos a ideia de como estava a estrada.
Em fim, uma parada para fotos na famosa cachoeira na estrada que leva a cidade de Angelina.
Depois de passar pelo centro da cidade (onde existe um delicioso picolé de amendoim) seguimos as placas e descobrimos que a estrada é de chão... Aproximadamente 40 km.


Agora a preocupação era com a chuva, mas graças a Deus ela segurou até agente chegar em casa.
A estrada não estava tão ruim, o chato é a poeira e o cansaço do final do dia. Mas encaramos como um passeio e assim tudo fica mais fácil.  Tem lugares, sítios lindos escondidos no meio do mato. São casa grandes, tanques de peixe e pastos verdes e limpos. Muito legal!



Até a chegada na cidade de São Pedro de Alcantara e mais tarde chegando em São José.




Em fim, fizemos um excelente passeio sem muito planejamento e sem nenhuma perspectiva. Para isto precisa de boa vontade, moto com manutenção em dia e equipamento com segurança. As recompensas sempre são maiores do que qualquer expectativa.
Obs. Este passeio como mencionado aconteceu em maio de 2012, infelizmente só conseguimos postar muito tempo depois.